China relata primeiro caso em humano da cepa H10N3 da gripe aviária

Foto: William Moreland/Unsplash

A Comissão Nacional de Saúde da China (NHC) divulgou, nesta terça-feira (1º), que um homem de 41 anos, residente na cidade de Zhenjiang, província de Jiangsu, no leste da China, é o primeiro caso humano de infecção com a cepa H10N3 da gripe aviária.

O homem começou a se sentir mal no dia 23 de abril, com sintomas que incluíam febre. Foi internado em um hospital local cinco dias depois e foi diagnosticado com o vírus da gripe aviária H10N3 em 28 de maio, após a conclusão do sequenciamento genético, segundo informou a NHC. A Comissão não informou como o homem foi infectado pelo vírus.

De acordo com o NHC, a H10N3 é uma cepa do vírus de baixa patogenicidade, relativamente menos severa em aves domésticas, e o risco de se espalhar em grande escala é muito baixo. Até 2018 foram registrados cerca de 160 casos do vírus, especialmente em aves selvagens ou aquáticas na Ásia e em algumas partes da América do Norte.

“Nenhum caso de H10N3 transmitido entre humanos foi detectado em qualquer lugar do mundo”, disse a Comissão. O órgão também ressaltou que mesmo entre as aves o vírus é pouco infeccioso e acrescentou que: “Este caso é de uma transmissão zoonótica [entre espécies animais] ocasional de ave para homem; o risco de uma propagação em grande escala é muito baixo”.

Kátia Alves
Kátia Alves
Jornalista formada pela UniFanor, atua desde 2006 na área da comunicação. Também tem formação em Letras pela UECE e MBA em Gerência de Marketing pela Unichristus. Tem experiência em produção de telejornal e assessoria de comunicação. É revisora e redatora em uma agência de marketing e redatora do MÍDIA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS
error: Conteúdo protegido por Direitos Autorais.